Logo do NATInicio O que é NAT? Quando recorrer ao nat? Entenda o fluxo de trabalho Atos normativos Contatos

Área restrita SIMBA

gestordetarefas

O que é NAT?
O NAT é um núcleo de apoio técnico e operacional às atividades finalísticas do Ministério Público, vinculado à Procuradoria-Geral de Justiça do Ministério Público do Estado do Acre. É estruturado para atuar em 4 (quatro) setores específicos, visando atender as demandas do Procuradoria-Geral de Justiça, Procuradorias, Coordenadorias e Promotorias.
.
  • Setor LAB-LD: O Laboratório de Tecnologia contra a Lavagem de Dinheiro – Lab-LD tem a finalidade de aplicar instrumentos tecnológicos nos processos investigativos de lavagem de dinheiro, realizando a análise de dados obtidos por meio de ordens judiciais de afastamentos de sigilos bancário e fiscal, bem como análise e diagramação de redes de relacionamento.
  • Setor Técnico-Científico: coleta, trata, analisa e sistematiza dados, informações e conhecimentos das ciências exatas, humanas e sociais com o objetivo de fundamentar e/ou complementar peças integrantes de processos e/ou procedimentos judiciais e extrajudiciais.
  • Setor de Inteligência e Segurança Institucional: coleta, trata, analisa e sistematiza dados, informações e conhecimentos sobre fatos e situações de imediata ou potencial influência relacionada a uma situação-problema que esteja sendo objeto de análise e decisão no âmbito do Ministério Público. Ainda trata de assuntos relacionados à segurança orgânica do MP.
  • Setor de Operações: realiza diligências do NAT e diligências com maior grau de complexidade que sejam solicitadas ao NAT.

Público Alvo: Coordenadorias, Procuradorias, Promotorias, GAECO e outros Grupos Especiais de Atuação do Ministério Público e a Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado – DECCO.

.

Estrutura Orgânica
.
.
Equipe Técnica do NAT:
4 especialistas em segurança pública, inteligência e segurança institucional;
1 psicóloga Especialista em Saúde Mental, Psicopatologia e Psicanálise;
1 assistente social com experiência em sistema prisional e reeducandos;
1 bacharel em ciências contábeis, especialista em perícia judicial e gestão empresarial;
1 engenheira civil, especialista em direito ambiental e políticas públicas;
1 engenheiro agrônomo mestre em agroecossistemas e pós graduado em Ecologia e Manejo de Florestas Tropicais;
1 economista, pós graduada em economia do setor público;
1 bacharel em Direito, com experiência na área de improbidade administrativa;
1 bacharel em ciências contábeis, pós graduado em Perícia Judicial
1 bacharel em direito, pós graduada em computação forense, gestão em tecnologia, gestão pública e direito público.
4 especialistas em diligências.